domingo, 22 de abril de 2018

terça-feira, 10 de abril de 2018

à noite

...


à noite



to-car a car-ne
(
o
verb-o o o-bjeto
o
sujeito o culto

) arcar com as con-
sequências
carregar a culpa (atonal)
até que seja tarde
da noite obscura

(ao abrigo da rua
o cor            p-
o        ração

[o imanente
não admite ascendentes

transcende])

não há cura
sob o ciclo da lua

somente perdas
infinitas

(nos polos a Terra – esfera – não gira
nos polos o raio torna-se zero
ou infinito, ou eterno)

quisera hesitar
evitar a certeza

mas não me engano
um dia (ou uma noite)
ela chega


...

quinta-feira, 29 de março de 2018

Lobos

...


Bela
é a vida
vivida numa ilha
ou num planetinha
como o do Pequeno Príncipe.

O abraço do arredor –
Vácuo ou líquido, nada ou água,
oceano no entanto – diminui a dor
de estar só.

Em comparação,
a vida na cidade dá saudades,
por isso (lobos anciãos), nos
isolamos (da alcateia), ínsulas

(“local isolado” ou “região
do córtex cerebral
oculta no fundo da fissura
entre o lobo parietal
e o lobo temporal”).

...

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

o homem na torre

...

o homem na torre




Sóbrio sobe,
só e silente,
o homem na torre.

Ascendendo acende
um alô – olá! – de luz:
não chegue: rochas
à frente.

Aves voam,
naves evitam
o sólido vácuo – e
somem
(no horizonte).

Ou

ébrio desce,
vetado-lhe o adeus
de tênebras,
o homem na torre,
do seu Empíreo
sem nome.  

...


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

dentes

...

dentes



Núcleo duro
ao redor do qual
a leveza dos lábios:
núvens de carne que,
tempestuosas,
se fecham em muxoxo; que,
solares,
se abrem em sorriso.

O céu da sua boca,
Paraíso.

...

quatro mãos

...




A leitura prévia –
presságio da sua (espécie de) –
lustra (sebo)
o livro órfão (antiguidade);
confere-lhe
outro autor:
de segunda
mão, relíquia
a quatro
escrita
(presente [lê]
passado a [li]
mpo).

...




domingo, 7 de janeiro de 2018

Self à moda do chef

...

Amigos, segue meu primeiro poema do ano. Talvez valha a pena notar q os versos são metricamente simétricos: 6, 5/5, 6 sílabas poéticas, respectivamente. Espero q apreciem :-)





sábado, 23 de dezembro de 2017

unha

...

unha



Paga-se com dúvida
(dor é incerteza,
pode durar)
a dívida da vida.

Vermelhas –
cicatrozes, iracundas,
– veredas
cravadas à unha
na face nua.

(A pele – físsil – perdura:
em verdade, inde-
cisa, cura-se.)

Há garra – rasga – tremo.

Não se pleonasma
ao se dizer do externo
extremo.


...
...

Amigos, segue um poema sem título. Gostaria de propor a leitura da palavra "ainda" tanto como advérbio quanto como verbo - o q ela n é, mas pode ser. Em ambos os casos, a reticência implícita, junto à sonoridade próxima dos dois versos mínimos, querem sugerir o movimento sempre renovado - uma (in)certada e triste eternidade - da formação do objeto nomeado no primeiro verso.




a onda
ainda





...

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Chupacabra

...

Chupacabra




Encravado
escravo –

escravado;
escravação.

Estado
estaca.

Ideal morto-vivo – não reflete
(no espelho) – inver-
tido:
seu sangue suga-
m.


...

terça-feira, 14 de novembro de 2017

do campo para a sua mesa

...

do campo para a sua mesa


alísio no arrozal
calor
alívio

(não há rosas
muitos cumulus)

ar entre arrozes
assopre

...

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

a ilusão do toque (revisto)

...

A ilusão do toque



Seres do repúdio,

só existimos  
porque átomos       
se recusam.   

Somente o que semeia
por um momento único
no ar (e quase não há,
e não jaz, jamais) é uno –

raio:

raiz fugaz

...








a ilusão do toque

...

A ilusão do toque



Seres do repúdio,

só existimos  
porque átomos       
se recusam.   

Somente o que semeia
por um momento único
no ar (e quase não há)
é uno –

raio:

raiz fugaz

...









quinta-feira, 5 de outubro de 2017

ultrimos 3 poemas, segundo livro

...

Amigos, bom dia. A quem interessar possa, seguem os links p os três poemas q encerram meu segundo livro (pronto e inédito). O poema "Na orla" já postei aqui; os outros dois, "Olho" e "Um pixo no abismo" (o + recente e radical dos três, creio) são inéditos. Espero q gostem:

Um pixo no abismo:


Oho:


Na orla:


...


domingo, 1 de outubro de 2017

Anima (revisto)

...




O lamento – são as sombras, longas –
dos canteiros de obras
ao entardecer
(as máquinas paradas
por falta de combustível
humano).

Cassini – seu mergulho silencioso,
soturno e suicida – nos anéis
de Saturno (pedido de casamento –
ou homicídio mútuo –
aceito).

O amanhecer na ponta
do quebra-mar na cidade de Santos:
romper fractal no prisma das nuvens.

Um avião se vai – a-
deuses em Congonhas.

Teseu, que para sempre
se perdeu no centro
(da cidade
ou) do labirinto
(de sol e sussurros
do capinzal da infância).

Mãe, seu escuro;
eu, íntimo do útero...

Tudo isso leio
na mandala loura – são as madeixas, longas –
dos seus cabelos
(que sempre terei
entremeados
aos dedos).

...

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Speculum veritatis ou Branca Liddel toma a pílula vermelha

...

Speculum veritatis ou Branca Liddel toma a pílula vermelha



E se pudéssemos ver
o outro lado do
espelho
espelho meu
existe alguém
mais bonito
do que eu?


...

speculum veritatis

...

speculum veritatis




E se pudéssemos ver
o outro lado do
espelho
espelho meu
existe alguém
mais bonito
do que eu?

...

terça-feira, 26 de setembro de 2017

A antibíblia

...

A antibíblia


O que Deus diz                      
não se escreve.           

Seu verbo,                  
os objetos.                  

Só o poeta con-
versa com
o divino,

pois só ele (quieto)
dá ouvidos ao si-
lê-
ncio e sabe
que o externo
faz o interno  
e (portanto, o)
vice-(uni)verso.

...








Related Posts with Thumbnails